Receita com multas de trânsito no 1º quadrimestre chega a 40,2% do previsto

As multas de trânsito, de acordo com o Orçamento Municipal vigente, devem render aos cofres públicos R$ 8 milhões ao final do exercício fiscal de 2023. Essa estimativa, no entanto, pelo que se observou no fechamento do primeiro quadrimestre, deverá ser superada.

Em abril deste ano, a receita com as infrações de motoristas foi de R$ 548.547,10, elevando a arrecadação entre janeiro e abril para R$ 3.223.980,73, equivalente a 40,2% do total previsto.

Na comparação com os primeiros quatro meses do ano passado, quando foram recebidos R$ 1.986,879,25, o aumento foi de 61,6%. Entre os meses de abril, nos dois intervalos de tempo, a receita cresceu 16,8%, pois em 2022 foi de R$ 456.541,03.

O resultado obtido em abril (R$ 548.547,10) foi o menor no quadrimestre do ano em curso: janeiro (R$ 1.034.131,78), fevereiro (R$ 617.350,75) e março (R$ 969.538,57).

As infrações cometidas são praticamente as mesmas registradas nos últimos anos: estacionamento em desacordo com a sinalização (zona azul); estacionar em local/horário proibido; condutor do veículo sem cinto de segurança; dirigir veículo fazendo uso do celular; dirigir veículo manuseando o celular; dirigir veículo segurando o celular, passageiro do veículo sem cinto de segurança e avançar sinal vermelho do semáforo. (Cláudio Cipriani/CJ – Foto: M.Borges/Correio Imagem)