Mais de 2 mil doses da vacina bivalente aplicada em uma semana

O Dia D da Multivacinação, realizado no último sábado (20), motivou a população mairiporanense a comparecer aos postos de saúde, o que não ocorria desde que teve início a aplicação da vacina bivalente, da Pfizer, para combate às variantes da Covid-19.

Em apenas uma semana foram 2.164 doses aplicadas, elevando o total de imunizados para 9.544, equivalente a 10,9%. Os dados são do SIMI (Sistema de Monitoramento Inteligente), da Secretaria Estadual de Saúde. A bivalente, do laboratório Pfizer, contém imunizantes usados como reforço em pessoas com maior risco de desenvolver formas graves da doença, como idoso a partir dos 60 anos, pessoas imunocomprometidas a partir de 12 anos, gestantes e puérperas, e destinada àqueles que já completaram o esquema básico de vacinação, ou quem já recebeu uma ou duas doses de reforço. O intervalo entre a dose mais recente deve ser de quatro meses.

Quem ainda tem doses em atraso pode se vacinar contra a covid-19 nas unidades básicas de saúde.

Doses – Segundo os dados, Mairiporã já aplicou 259.444 doses das vacinas contra a Covid-19 (Pfizer, Astrazeneca, Coronavac, Janssen, e a Pfizer bivalente). A primeira dose imunizou 86.942 pessoas; a segunda, 79.668; a terceira (54.122) e a quarta (26.683), ambas consideradas doses de reforço, além de 9.544 bivalentes e 1.937 doses únicas. Também foram aplicadas as vacinas pediátrica 4.383 (Pfizer 5 a 11 anos) e baby 339 (Pfizer 6 meses a 4 anos).

As três faixas etárias mais vacinadas foram: 12 a 17 anos (16.587); 3 a 11 anos (15.089) e 40 a 44 anos (14.551).

O imunizante Coronavac/Butantan continua a ser o mais utilizado, com 82.935 doses, seguido da Pfizer (76.492), Astrazeneca (73.672) e Janssen (11.079). Também foram aplicadas

As mulheres (136.262) foram vacinadas mais que os homens: 123.182.

Faltosos – Já com a oferta da quinta dose (bivalente) em andamento, ainda há um grande número de pessoas que não tomou as doses anteriores.

Segundo o SIMI, 7.160 (8,25%) do total ainda não se vacinaram com a segunda dose; 25.450 (31,88%%) com a terceira e 11.858 (29,74%) com a quarta, as duas últimas chamadas de doses de reforço.

Segundo dados do Ministério da Saúde, a vacinação bivalente em todo o País superou os 10 milhões de doses. (Lúcia Helena/CJ)