Consumidor em Mairiporã paga pelo gás de cozinha até R$ 105,00

O PREÇO do gás de cozinha – Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) -, em Mairiporã, teve aumento médio de 27% em um ano, de acordo com a Agência Nacional de Petróleo e Biocombustíveis (ANP). O produto também ultrapassou a casa de R$ 100,00 na cidade. Nos últimos cinco anos, o índice de aumento nos preços foi de 75%.

Entre 15 de junho e 15 de julho de 2021, segundo levantamento feito pela reportagem junto a cinco revendas da cidade (uma de Terra Preta), o reajuste médio no botijão de 13 quilos (gás residencial) foi de 5%.

Segundo os dados apurados, o menor preço em julho, para retirada, é de R$ 92,00, enquanto o maior chega a R$ 99,00, uma diferença de 7,6%. Em caso de entrega em domicílio, o menor preço é de R$ 100,00 e o maior de R$ 105,00, diferença de 5%.

Os constantes aumentos, segundo gerentes das revendedoras, são um problema para a fidelização dos clientes. Alguns reduzem a margem na entrega para aliviar o preço alto, mas de forma geral dizem que as mudanças nos preços são prejudiciais não só para os consumidores, mas também para quem vende.

Em cinco anos – Se considerados os últimos cinco anos na cidade, entre julho de 2016 e julho agora, o aumento chega a 75%. O preço médio do gás em Mairiporã era de R$ 60,00 em julho daquele ano. Se usarmos a média da primeira semana de julho de 2021, o aumento chega aos 75%.

A inflação dos anos de 2016, 2017, 2018, 2019 e 2020, somada, não chegou a 22%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).