10 clubes já fizeram trocas de treinador no Brasileirão

primeiro turno do Campeonato Brasileiro Série A ainda não terminou, mas dez equipes, das vinte participantes, já trocaram de treinador. O último a sair (demitido) foi Mano Menezes, do Internacional de Porto Alegre, a 12ª saída.
Corinthians e Coritiba foram os únicos que fizeram a troca mais de uma vez, e os demais foram São Paulo, Santos, Botafogo, Vasco, Cuiabá, Internacional, Athletico-PR e Atlético-MG. Com 12 mudanças em 15 rodadas, a média na edição deste ano do certame é de 0,8 saída de técnico por rodada.
Os que resistiram até agora foram Palmeiras (Abel Ferreira), Fluminense (Fernando Diniz), Fortaleza (Juan Pablo Vojvoda), Grêmio (Renato Gaúcho), Bragantino (Pedro Caixinha), América-MG (Vagner Mancini), Bahia (Renato Paiva), Cruzeiro (Pedro Miguel, o Pepa), Flamengo (Jorge Sampaoli) e Goiás (Armando Evangelista).
Mudanças – O Coritiba trouco António Oliveira por Antônio Carlos Zago, que deu lugar ao interino Thiago Kosloski. Rogério Ceni deixou o São Paulo, sendo substituído por Dorival Júnior. Fernando Lázaro deixou o Corinthians, sendo substituído por Cuca e em seguida por Vanderlei Luxemburgo. Ivo Vieira deixou o Cuiabá, sendo substituído por António Oliveira. Eduardo Coudet deixou o Atlético-MG, sendo substituído por Luís Felipe Scolari. Paulo Turra deixou o Athletico-PR, que vem sendo comandado pelo interino Wesley Carvalho. Odair Hellmann deixou o Santos, sendo substituído por Paulo Turra. Maurício Barbieri deixou o Vasco, substituído por Ramón Díaz. Luís Castro deixou o Botafogo, que vem sendo comandado por Bruno Lage e Mano Menezes deixou o Internacional, que agora busca um treinador.
Essa dança de cadeiras deve continuar até o final do campeonato, que tem 38 rodadas.
Maioria – Por outro lado, das 20 equipes do campeonato, 11 são dirigidas por técnicos estrangeiros: Abel Ferreira (Palmeiras) (foto), Pedro Caixinha (Bragantino), Bruno Lage (Botafogo), Jorge Sampaoli (Flamengo), Ramón Diaz (Vasco), Pepa (Cruzeiro), Eduardo Coudet (Internacional), Juan Vojvoda (Fortaleza), Renato Paiva (Bahia), António Oliveira (Cuiabá) e Armando Evangelista (Goiás).
Desse total, sete são portugueses e quatro vêm da Argentina. (Da Redação – Foto: Getty Images)