Concessão da Fernão Dias completa 12 anos

NESTA sexta-feira, 14 de fevereiro, a concessão da rodovia Fernão Dias, do Governo Federal, completou 12 anos. Em 2008 foi assinado o contrato passando a administração da BR-381, trecho que vai de Contagem/MG a Guarulhos/SP para a iniciativa privada, a empresa Arteris Fernão Dias.
Em pouco mais de uma década, a soma dos investimentos em engenharia, com foco na segurança viária, às ações socioeducativas gerou a redução de 45,3% vítimas fatais. Dentro do período, o número de feridos teve queda de 39,2%, enquanto os acidentes caíram 18,9%.
De acordo com o diretor de operações da empresa, Marcelo de Afonseca, os dados positivos são reflexo do compromisso assumido pela Companhia em melhorar as condições da rodovia e, principalmente, resguardar vidas. “Nosso trabalho é contínuo, assim como nossa busca por resultados cada vez mais relevantes”, assinalou.
Foco – Desde o início da concessão, a Arteris Fernão Dias desenvolve atividades com foco nos usuários e comunidades às margens da rodovia.  Sistematicamente, a concessionária realiza uma série de campanhas direcionadas a pedestres e aos diversos tipos de condutores, como ‘Passarela Viva’, ‘Viva Ciclista’ e ‘Tô de Cinto, Tô Seguro’. Outros bons exemplos são as ações voltadas aos motoristas de veículos pesados, como ‘Serra Segura’ e ‘Saúde na Boleia’. A eficácia desse trabalho se comprova em números. As ocorrências envolvendo caminhões e carretas reduziram 21%.
Dentre as diversas iniciativas da empresa, ainda está o Projeto Escola. Somente no ano passado, o programa atendeu 54 instituições de ensino de 31 cidades ao longo da Fernão Dias, capacitou cerca de 1.700 professores e envolveu mais 26 mil alunos do de escolas públicas.
Investimentos e melhorias – A Arteris Fernão Dias investiu mais de R$ 2,3 bilhões na rodovia. Dentre as melhorias, estão a construção de 88 km de faixas adicionais e 40 km de vias marginais, além da implantação de mais de 600 mil metros de dispositivos de proteção e segurança, como defensas metálicas e barreiras de concreto. Também foram construídas 53 novas passarelas e instaladas cerca de nove mil lâmpadas a LED. Entre as obras ainda estão os trevos em desnível com alças em pista dupla, conclusão de nove trevos inacabados na época da duplicação da rodovia e a implantação da passagem inferior no km 477.
Em trechos sinuosos, a concessionária instalou linhas de estímulo à redução de velocidade, pórticos com luminosos piscantes e placas de advertência que alertam sobre curvas, declive, entre outros, além de radares em pontos estratégicos. Há ainda o apoio do Grupo Estratégico para Redução de Acidentes, o Gerar, que reúne diferentes profissionais que estudam e sugerem ações para ampliar a segurança na rodovia.

Comentários