Orçamento só será votado na sessão do dia 12

A TENTATIVA de votar rapidamente o projeto que institui o Plano de Cargos, Carreiras e Salários do funcionalismo, levou o Legislativo a relegar a segundo plano o projeto da LOA (Lei Orçamentária Anual), que seria votado ontem.
A matéria só volta a plenário na última sessão do ano, prevista para a próxima quinta-feira (ou terça, se houver decisão em contrário).
A Câmara não informou se foram apresentadas emendas ao texto original. A previsão para 2020 é de receitas e despesas de R$ 254,7 milhões, sem a inclusão dos recursos da administração indireta (Instuto Municipal de Previdência), a quem foram destinados R$ 25,98 milhões.

Comentários