Previsão de investimentos na cidade é de apenas 6,41%

DEFINIDO pela equipe econômica do governo municipal, o Orçamento para 2020 de Mairiporã estima receita e despesa em R$ 254,7 milhões, crescimento de 10,19% na comparação com o orçamento em vigor, de R$ 231,1 milhões. Esse crescimento cai para 6,41%, se descontada a inflação deste ano, prevista em 3,43%.
Da arrecadação prevista, R$ 41.829,200,00 serão provenientes do IPTU, que não é mais a principal fonte dentro do orçamento global. Se um dia chegou a representar 50% da receita, hoje limita-se a 16,5%. Ao longo dos anos a população foi deixando de pagar o tributo, principalmente pelo mau uso do dinheiro, e hoje a dívida ativa passa dos R$ 200 milhões.
Ainda de acordo com o projeto, os investimentos do governo na cidade são reduzidos. De todo o montante estimado, apenas 6,92% estarão disponíveis, ou seja, R$ 17,5 milhões.
O percentual de gasto estimado com a folha de pagamento, de 43,90% do total previsto para a receita, representam R$ 111,83 milhões.

Comentários