Mairiporã entre as 13 cidades mais violentas do Estado

ESTUDO divulgado esta semana pelo ‘Instituto Sou da Paz’ aponta Mairiporã como a cidade mais violenta da região, composta por cinco municípios, e a 13ª com maiores índices de criminalidade no Estado de São Paulo. O ranking, divulgado segunda-feira, 7, é formado por 139 municípios paulistas com mais de 50 mil habitantes e entre os critérios levados em consideração no levantamento estão os registros de homicídios, estupros e roubos em geral – crimes que têm em comum a violência.
Elaborado com base em estatísticas mensais apresentadas pela SSP (Secretaria da Segurança Pública) do Estado, o levantamento mostra que Mairiporã, em 2018, teve taxa de 29,2 pontos no IEVC (Índice de Exposição a Crimes Violentos) – indicador responsável por medir as cidades menos expostas à violência. Quanto menor o índice, mais baixa é a incidência de crimes no município.
No período analisado, Mairiporã registrou 33,6 pontos em homicídios, 41,6 em crimes sexuais (o índice de estupros é grande na cidade) e 8,1 em roubos (crimes contra o patrimônio). A análise indica que houve aumento em todos os três tipos de violência.
Não houve manifestação sobre os resultados por parte do prefeito, pois ele se recusa a falar com a imprensa (leia-se este jornal) sobre qualquer tema. De todo modo, teria muito pouco a falar. O resultado é prejudicial à imagem da cidade, pois se trata de um estudo de ampla repercussão em todo o território nacional.
Logo atrás de Mairiporã aparece Franco da Rocha, seguida de Cajamar, Francisco Morato e Caieiras (a cidade menos violenta da região).
Duas – De acordo com o levantamento produzido pelo Instituto Sou da Paz, as cidades de Itanhaém e Lorena aparecem do outro lado da tabela, no ranking das mais expostas à violência de São Paulo.

Comentários