Preço da batata ultrapassa R$ 6,00 em mercados e varejões

O QUILO da batata-inglesa já ultrapassa R$ 6,00 em mercados e varejões da cidade e região. O problema dos altos preços do produto pode ser sentido não também em vários Estados brasileiros.
De acordo com o diretor da Associação Brasileira da Batata, Natalino Shimoyana, as condições climáticas são o fator principal pela alta.
“O excesso de chuvas na região Sul, onde a batata-inglesa é produzida, causou uma elevação no preço”, afirmou. Isso acontece porque as chuvas prejudicam a colheita, que é feita por máquinas. Com uma menor oferta de produto, ocorre a elevação do preço no mercado.
A batata-inglesa aparece em alta (25,21%) no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação e foi divulgado esta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice fechou o mês de fevereiro em 0,43%, ante 0,32% em janeiro.
Entre os alimentos, que têm maior peso no índice, a inflação foi puxada pela categoria ‘alimentação no domicílio’. O grupamento subiu 1,24%, impulsionado, especialmente, pelas altas observadas nos preços do feijão-carioca (51,58%), da já citada batata-inglesa (25,21%), das hortaliças (12,13%) e do leite longa vida (2,41%). No lado das quedas, destacam-se as carnes (-1,23%), o arroz (-1,23%), o frango inteiro (-1,69%) e o tomate (-5,95%).

Comentários