Região registra aumento no número de crimes

COM A divulgação dos números estatísticos referentes a outubro, divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SPP), constata-se que a criminalidade continua em alta na região.
Levantamento feito pela reportagem, com base nessas estatísticas, revela que o número de homicídios dolosos (intencionais) teve aumento na região no acumulado de janeiro a outubro. Os assassinatos cresceram 6,8% em comparação com o mesmo período do ano passado. As mortes violentas passaram de 44 para 47 nas cinco cidades da região.
Os roubos e furtos em geral também subiram de janeiro a outubro deste ano, em relação ao registrado e, 2017, Foram 5.002 ocorrências registradas este ano, ante 4.741 no mesmo período de 2017.
Roubos de veículos subiram 4,15%, passando de 915 para 953. Os roubos de carga tiveram alta de 6,17%, com 86 registros este ano e 81 de janeiro a outubro do ano passado.
Estupros – O dado mais alarmante, dentre todas as ocorrências, é com relação ao número de estupros, que vem numa crescente há mais de três anos.
Nas cinco cidades o aumento foi 50%, um salto de 128 nos primeiros dez meses de 2017, para 192 este ano, e com um agravante, 92% deles cometidos contra vulneráveis, ou seja, pessoas que não têm condições de se defender.
Mairiporã – Embora ocupe a quarta posição no número de habitantes, Mairiporã registra pelo menos dois índices negativos, que a colocam no topo do ranking. Ocupa o primeiro lugar em número de veículos roubados, e só perde para Francisco Morato no número de homicídios dolosos.
São estatísticas preocupantes e que a cada mês fazem aumentar a insegurança da população. Em Mairiporã o total de estupros também é alto e só este ano o total de registros dobrou: foram 30 nos dez primeiros meses, contra 15 no mesmo período de 2017.

Comentários