Câmara elege nova Mesa Diretora no dia 11 de dezembro

COM a definição da pauta de votação de fim de ano, a Câmara Municipal de Mairiporã prepara-se para a transição com a mudança da Mesa Diretora do Legislativo. A eleição está marcada para 11 de dezembro, última sessão do ano. A partir do dia 15 a Câmara entra em recesso e só retorna ao expediente normal no dia 2 de janeiro, uma quarta-feira.
As sessões legislativas em plenário, no entanto, só serão retomadas no dia 5 de fevereiro. Até o momento dois nomes têm sido veiculados para a sucessão do tucano Marco Antônio: seu colega de partido, Ricardo Barbosa, e um dos integrantes da tropa de choque do prefeito, Ricardo Ruiz, do PSD.
Segundo conversas de bastidores, haverá disputa em plenário entre os dois Ricardos se não houver um acordo entre os vereadores e o prefeito, o que repetiria a escolha de2017, com apenas uma chapa, praticamente aclamada logo após a sessão de posse. Esse acerto, no entanto, pode não se efetivar, pois um dos dois postulantes diz não abrir mão de buscar o cargo. A posse da nova Mesa Diretora da Câmara se dará no dia 1º de janeiro, de forma automática, ou seja, sem nenhuma sessão solene para o ato.
Orçamento – Estimado em R$ 255 milhões, o orçamento para 2019 está previsto em R$ 255 milhões, aumento pequeno em relação a 2018.
A votação em plenário deve acontecer na primeira sessão de dezembro. Na distribuição das verbas na LOA, Educação, Saúde e Obras ficam com as maiores fatias. Para a Câmara Municipal os recursos somam pouco mais de R$ 9 milhões e para o Iprema (Instituto de Previdência Municipal), R$ 24,2 milhões.

Comentários