Comércio sofre com a falta de moedas

COMERCIANTES com dificuldades para dar troco aos consumidores estão tentando conscientizar os clientes a quebrar os cofrinhos e trazer os centavos de volta ao comércio. A falta de moedas é cada vez maior nos estabelecimentos em Mairiporã.
Padarias, açougues e supermercados são os que mais sofrem com a falta de troco, muito embora a escassez também alcance outros tipos de comércio. Uma das saídas é oferecer a troca de moedas por cédulas para os clientes, como forma de tentar melhorar a circulação. Não há valor específico: faltam desde moedas de R$ 0,05 até R$ 1,00.
De acordo com lojistas, essa prática de guardar moedas, uma espécie de poupança, é mais frequente no segundo semestre, notadamente a partir do mês de agosto, período em que as pessoas começam a economizar para as festas de final de ano.
Já existem alguns estabelecimentos onde é possível trocar moedas por algum produto, à escolha do consumidor.
E não são só as moedas, também cédulas com valores de R$ 2,00 e R$ 5,00 também são difíceis de encontrar.

Comentários