Contribuinte mairiporanense paga R$ 45,2 milhões em impostos de janeiro a setembro

UMA grande quantidade de obras poderia ter sido feita na cidade (como a construção de creches), ou aquisições para a área da Saúde, como ambulâncias, com os R$ 45,25 milhões que os contribuintes de Mairiporã pagaram em impostos este ano (de janeiro até ontem). É a sexta parte do orçamento global do município, ou seja, muito dinheiro.
O levantamento é do Impostômetro, ferramenta da Associação Comercial de São Paulo que apura diariamente a arrecadação de impostos desde o início do ano. O valor representa o total de tributos federais, estaduais e municipais, incluindo taxas, contribuições e impostos pagos pela população.
Desde o início do ano até esta quinta-feira, 13, os cidadãos de Mairiporã pagaram, em média, R$ 176,75 mil em impostos por dia.
O valor pago em 2018 representa 9,76% de aumento ante aos gastos com impostos no ano passado, entre 1º de janeiro e 13 de setembro: R$ 41,23 milhões.
A taxa de crescimento dos tributos na cidade é maior do que a nacional (9%) e a estadual (9,16%). No Brasil, os impostos alcançaram R$ 1,6 trilhão na quinta-feira. No Estado de São Paulo, o valor chegou a R$ 600 bilhões.
Na região, Cajamar é a primeira colocada em recolhimento de tributos, pois tem um considerável parque industrial. Até ontem, os cajamarenses pagaram R$ 96,43 milhões; Caieiras, R$ 50,36 milhões, Francisco Morato, R$ 36,25 milhões e Franco da Rocha, R$ 34,68 milhões.

Comentários