Coluna do Correio

FRASE
“Um voto é como um rifle, sua utilidade depende do caráter do beneficiado.” (Theodore Roosevelt, ex-presidente dos EUA)

PROCESSO
O prefeito Antônio Aiacyda virou réu em ação referente à compra de merenda escolar sem realizar licitação. Nos dois anos de seu primeiro mandato (2005 e 2006) a escolha de fornecedor não obedeceu ao que diz a lei. Esse processo não é aquele outro, que tornou Mairiporã conhecida em todo o Brasil através do extinto programa CQC, exibido pela Band, que também está na Justiça.

RECORDE
De todos os prefeitos que a cidade teve, desde 1949, Aiacyda é o recordista em número de ações no Judiciário.
OPORTUNISMO
Um ano e nove meses depois de ser reeleito, o vereador Nil Dantas, agora candidato a deputado federal, se lembrou da existência do Hospital Anjo Gabriel. Em todo esse período ficou quietinho, como convinha ao prefeito Aiacyda, que já disse inúmeras vezes não vai colocá-lo em funcionamento. Uma vez em campanha, Nil volta a usar aquela instituição hospitalar com promessas de inaugurá-la. Oportunismo condenável.
VOTAÇÃO
Nenhum candidato fez festa de arromba para o lançamento de candidatura na cidade. O problema de quem busca cadeiras ou na Assembleia Legislativa ou na Câmara Federal não é o dinheiro para desenvolver campanha, mas convencer o eleitor a comparecer às urnas.
PAPELÓRIO
Dezenas de ruas já apresentam uma infindável quantidade de ‘santinhos’ atirados ao chão pelos cabos eleitorais. Os ‘porcolinos’ chegaram. A maioria, de paraquedistas que visita a cidade a cada quatro anos. Deputado apoiado por Aiacyda em 2014, Miguel Haddad tem seu santinho espalhado por muitas ruas, o que o torna ‘campeão da sujeira’.
PRESIDÊNCIA
O momento eleitoral, que só termina em outubro (1º turno), é um dos ingredientes que silencia a Câmara de Vereadores quando o assunto é sucessão presidencial na Casa. Como não há reeleição, Marco Antônio vai deixar o cargo em dezembro. Nem um movimento é observado e esse comportamento, segundo os mais experientes, é sinal que o escolhido será quem o prefeito quiser. Oposição e surpresas de última hora, improváveis.
TRANSPARÊNCIA?
O Orçamento de 2019 foi tema de audiência pública realizada nesta quinta na Câmara. Até 30 de setembro terá de ser entregue na Câmara. No chamamento que fez através de seu site, a Prefeitura, numa gozação claríssima com a cara do povo, justificou o convite dizendo que a Municipalidade realizava tal audiência “para dar transparência às ações governamentais”. Transparência coisa nenhuma. A audiência pública é determinação da lei e não um favor à comunidade. Agora, tem muita gente curiosa para saber quais serão as secretarias enxugadas em benefício de outras. No ano passado, mudanças pontuais nas receitas do primeiro escalão já deram o que falar.
MOBILIDADE
As regiões centrais em Mairiporã e no distrito de Terra Preta continuam em estado de calamidade quando a questão é mobilidade urbana. Tráfego intenso, engarrafamentos em horários de pico, falta de sinalização de solo, enfim, um repertório que o prefeito vem mantendo incólume. Na sessão da Câmara desta semana, o vereador Doriedson Freitas cobrou o Secretário da pasta explicações sobre um estudo de mobilidade urbana que estaria em andamento e que seria colocado em prática em 2019. O parlamentar se mostrou até indignado por não ter conhecimento do assunto (nem seus pares), muito menos a sociedade, que deveria ser chamada a opinar. Os vereadores, nem a população, fiquem preocupados, pois o Plano de Mobilidade Urbana é como o Plano de Cargos e Salários dos funcionários municipais. A cada administração é encomendado um, alardeado no início e colocado para dormir em alguma gaveta do Palácio Tibiriçá.
PRAZOS
Partidos políticos tinham até anteontem, 13, para apresentar a prestação de contas parcial para a Justiça Eleitoral. Já os dados relativos aos recursos recebidos em dinheiro devem ser declarados em até 72 horas após o recebimento.
FOLCLORE POLÍTICO
VIDA LONGA – O pai do folclore político, Sebastião Nery, conta os cinco motivos pelos quais os cardeais sempre vivem além dos 80 anos: “1- Comem devagar; 2- Tomam vinho no almoço; 3- Dormem depois do almoço; 4- Se tiverem dívidas, mandam para o papa; 5- E se tiverem dúvidas, mandam para Deus”.

Comentários