Preço do gás de cozinha na cidade deve subir nos próximos dias

Apesar do reajuste de 4,4% sobre o preço do gás de cozinha anunciado na semana passada, ainda é possível comprar botijões de 13 quilos sem o aumento em Mairiporã. Mas é bom o consumidor correr, pois o valor deverá subir nos próximos dias.
Durante os primeiros dias as empresas revendedoras do produto conseguiram absorver o aumento. No entanto, segundo comerciantes do setor, a mudança de preço será necessária.
Eles afirmam que a soma de todos os reajustes aplicados sobre o valor do gás de cozinha desde março do ano passado resultaria na cobrança de mais de R$ 100 para os consumidores finais. Parte desse índice foi absorvida pelas revendedoras.
A prática de evitar o repasse para os clientes tem gerado dificuldades para os proprietários de revendas. Afirmam que a dimensão dos impactos negativos é responsável pelo fechamento de muitas empresas do setor.
Soma-se à série de reajustes ao longo dos últimos meses o aumento de impostos e de despesas mensais e não há como não mexer com o consumidor. Mas enfatizam que os reajustes são responsabilidade da Petrobras.
Impacto – Se os preços realmente subirem nos próximos dias, a expectativa é que, a princípio, as vendas não sejam prejudicadas. É que durante os períodos mais frios, o consumo de gás aumenta aproximadamente 30%. Mesmo assim, é preciso considerar que os novos preços podem ultrapassar os R$ 80.

Comentários