Região tem três cidades sem risco de surto para dengue, zika e chikungunya

NENHUMA cidade da região aparece na lista de 1.153 municípios que apresentaram alto índice de infestação do mosquito Aedes aegypti e correm risco de surto para dengue, zika e chikungunya, segundo o Ministério da Saúde. Os números foram divulgados no início da semana com base em estudo feito pelo LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti), que identifica os criadouros predominantes e o quadro de infestação dos municípios.
Quando o índice é inferior a 1%, a condição é considerada satisfatória. Mairiporã não aparece na listagem, o que significa que não fez nenhum levantamento acerca das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.
Caieiras aparece com 0,1, Cajamar com 0,3 e Francisco Morato com 0,8. O município de Franco da Rocha está em situação de alerta, com 2.9.
De 1% a 3,9% há situação de alerta; e existe o risco de surto se for superior a 4%. Dos 5.561 municípios brasileiros, 5.191 realizaram algum tipo de levantamento.
Segundo o Ministério da Saúde, o LIRAa é fundamental para o controle do Aedes, pois indica os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito e o tipo de criadouro predominante, e ajuda os municípios a ter melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do mosquito.

Comentários