Medicamentos em Mairiporã têm diferença de até 60% nos preços

LEVANTAMENTO realizado pela reportagem do Correio em 7 farmácias de Mairiporã e Terra Preta, escolhidas aleatoriamente, e 48 medicamentos, sendo 24 de cada classificação, apontou que a diferença de preços dos medicamentos chega a 60%. Foram comparados valores entre os genéricos, produtos de referência e também a média dos custos entre os dois grupos.
Com base na diversidade de política de preços adotada pelos diversos estabelecimentos e para que fosse possível efetuar um comparativo, a pesquisa partiu dos seguintes parâmetros: levantar pessoalmente os preços em farmácia/drogaria; utilizar como critério o preço com desconto máximo para o cliente comum, independente da exigência de cadastro do consumidor; não considerar os descontos vinculados ao Programa Farmácia Popular.
Entre os medicamentos de referência, a maior diferença de preço encontrada foi em relação ao antialérgico Claritin 10mg de 12 comprimidos. A variação chega a 150,95%: R$ 50,19, R$ 20 e ao preço médio de R$ 36,39. A diferença de custo chega a R$ 30,19.
A maior diferença entre os medicamentos genéricos foi no custo do anti-inflamatório Nimesulida 100 mg de 12 comprimidos: chega a 350,50%. Os valores são R$ 13,47, R$ 7,64 e R$ 2,99, com uma variação de R$ 10,48. A tabela é a mesma para todo o País e sofre apenas a alteração de ICMS de cada Estado. A lista estabelece o preço que a farmácia paga pelo produto e o valor máximo de repasse ao consumidor e a tabela é reajustada uma vez por ano.

Comentários