Jornal vai detalhar problemas no prédio do Centro Educacional

O PRÉDIO do Centro Educacional, localizado na principal avenida da cidade, segue interditado pela Defesa Civil, situação que se arrasta desde o ano passado. Uma reportagem completa do Correio vai detalhar os problemas encontrados por técnicos, que realizam minuciosa vistoria no local e elaboraram laudos que foram entregues à Prefeitura, em 2016.
Na oportunidade a Municipalidade abriu processo que levou à interdiação e a atual gestão só se manifestou logo ao assumir em janeiro, porém com uma informação que beirou a infantilidade: que o entupimento de calhas poderiam ter causado problemas.
A reportagem conseguiu cópia dos laudos e do processo aberto na Prefeitura e vai detalhar se há mesmo risco do prédio desabar diante dos problemas levantados. O prédio custou mais de R$ 3 milhões aos cofres públicos e foi inaugurado em 2009, durante a segunda gestão do atual prefeito.
Silêncio – Na Câmara Municipal os vereadores, que deveriam cobrar explicações do Executivo e ampliar o debate sobre os problemas com o Centro Educacional, reina o silêncio. O assunto parece proibido.
Até mesmo a tentativa de um vereador em aprovar um requerimento em que pedia o envio ao Legislativo do processo de interdição, foi impedida através de pressão de outros parlamentares.

Comentários