Comércio local elimina 101 postos de trabalho nos últimos doze meses

O DESEMPREGO no Brasil continua em ritmo acelerado e trabalhadores seguem sendo demitidos em todos os setores da economia. Mais de 11 milhões de pessoas perderam seus postos de trabalho nos últimos dois anos.
Dentre os setores, o comércio varejista de Mairiporã eliminou 101 postos formais (com carteira assinada), no acumulado de 12 meses até abril. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho. Em abril, o saldo (diferença entre admissões e demissões) ficou negativo em 101 vagas, resultado da admissão de 1.088 trabalhadores e da demissão de 1.189.
Para especialistas, esses cortes de mão de obra resultam da redução no faturamento das empresas. No mesmo período de 12 meses, o varejo na cidade registrou queda real (já descontada a inflação), de 7,9% na comparação com o período entre maio de 2014 e abril de 2015.
“Além da inflação em alta e do elevado grau de endividamento da população, temos uma situação que é o desemprego alimentando o desemprego, o que reduz a massa salarial da população e, consequentemente, o consumo”, comentam os analistas.
Considerando todos os ramos de atividade, Mairiporã cortou 676 empregos formais no período de 12 meses até abril.
Esse círculo vicioso, acrescentam os entendidos, é gerado pelas demissões em outros setores, como indústria e serviços. Sem emprego, os trabalhadores desses segmentos deixam de gastar no comércio, fazendo com que também haja cortes nessa área. “É difícil imaginar uma saída que não seja frear o desemprego”, assinala.

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *