Mairiporanenses esperam por novo auxílio emergencial; 28.994 receberam em 2020

O GOVERNO Federal sinalizou que pode voltar a conceder, a partir de março, um novo auxílio emergencial, cujo valor está sendo discutido pelo Ministério da Economia, como forma de ajudar as pessoas que estão enfrentando dificuldades em virtude da nova onda da pandeia do coronavírus.

Em 2020, quando foi liberado, cerca de 28.994 mairiporanenses receberam o auxílio emergencial, através da Caixa Econômica Federal, que totalizaram R$ 72.222.000,00, segundo dados da Controladoria Geral da União (CGU).

Pela ordem, maio foi o mês com maior adesão, depois abril, junho e julho, quando o número de benefícios se estabilizou.

De acordo com as informações, 35,81% da população local aderiu ao programa, considerando-se que a cidade tinha, em julho do ano passado, segundo estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 101.937 habitantes.

Região – Nos outros quatro municípios da região, os montantes liberados foram: Francisco Morato (58.307 pessoas, 37,75% da população, total de R$ 162.111.600,00); Franco da Rocha (43.396 pessoas, 32,97% dos habitantes, R$ 115.300.200,00); Cajamar (26.101 pessoas, 40,71% da população, R$ 71.518,200,00) e Caieiras (26.361 pessoas, 30,46% dos habitantes, R% 63.018.600,00).

As primeiras parcelas que o Governo Federal liberou foram de R$ 600,00, entre maio e agosto, que depois passaram a ser de R$ 300,00, até o final de dezembro.

Entre as pessoas que receberam o auxílio estavam trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados. As mulheres chefes de família receberam R$1,2 mil mensais.

Entre as pessoas que não têm direito a receber o auxílio, estão aqueles que conseguiram emprego formal, receberam benefício previdenciário e seguro-desemprego.